Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Adolescentes participam de palestras sobre direitos e deveres

Share

Ação faz parte da I Semana Municipal da Criança e do Adolescente que conta com cerca de 40 palestras por dia

 

Para desmistificar os trabalhos exercidos pelos cinco Conselhos Tutelares de Londrina, os jovens e adolescentes do Colégio Estadual Albino Feijó Sanches vão participar nesta sexta-feira (13), a partir das 7h30, de várias palestras com os conselheiros tutelares. Cerca de 80 pais e responsáveis também foram convocados para participar do diálogo, que, para eles, será às 19h30, na unidade escolar, na Rua Jacarezinho, 80, no Parque das Indústrias, na região sul.

O objetivo é mostrar, aos jovens, as ações que o Conselho Tutelar tem na busca pelo zelo aos direitos da criança e do adolescente e no enfrentamento à violência física, psicológica ou emocional contra os menores, assim como o funcionamento das atividades, rotina de trabalho e atendimentos realizados. De acordo com o presidente da Associação dos Conselhos Tutelares do Norte do Paraná, Mirko Sandro de Bressanine, há muitos jovens e crianças que, por desconhecerem os trabalhos do conselho, acreditam que ele serve como um órgão de polícia para os menores ou que é o responsável pela transferência da guarda dos filhos.

“Os conselhos tutelares não executam as medidas protetivas, pois isso cabe aos órgãos públicos como CRAS e CREAS, Defensoria Pública, na rede de saúde, educação e assistência. Mas cabe aos conselheiros requisitarem a execução dos serviços. É isso que pretendemos mostrar às crianças e adolescentes, para que eles entendam a rede de atendimento às vítimas de violência e saibam o que cada órgão executa”, disse.

Durante o dia todo, os alunos da rede estadual terão contato com palestrantes de diversas áreas, que mostrarão os serviços disponíveis na cidade. Haverá, além da palestra com os conselheiros tutelares, uma conversa com os integrantes do Grupamento da Guarda Municipal Escolar Comunitária (GMEC) sobre o bullying, que é uma prática de intimidação sistemática, como as de violência física ou psicológica, intencional e repetitiva, que são realizados pelos jovens sem uma motivação evidente.

Os membros do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD) da Polícia Militar abordarão os perigos do consumo do álcool e outras drogas. Os profissionais do Núcleo de Estudos e Defesa dos Direitos da Infância e da Juventude da Universidade Estadual de Londrina (NEDDIJ-UEL) falarão sobre o ato infracional, suas penalidades e consequências, assim como a competência e as funções das partes envolvidas em processo judiciais de combate à violência contra a criança e o adolescente, como a Vara da Infância e Juventude de Londrina, Ministério Público (MP), Defensoria Pública (DP), advogados e outros.

Para os pais e responsáveis pelos alunos, a palestra abordará as questões de profissionalização. Os integrantes da Guarda Mirim são os responsáveis pela realização dessa atividade. Todas as ações que serão realizadas amanhã (13) fazem parte da I Semana Municipal da Criança e do Adolescente, que encerra no sábado (14). Foram selecionados cinco colégios estaduais de Londrina, um de cada região, para receber as palestras. A expectativa é que 2 mil pessoas participem das palestras, por isso, por dia, estão sendo desenvolvidas cerca de 40 delas.

Acesso Fácil

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 2685 visitantes

Núcleo de Comunicação

Banner
Banner