Banner
   
Tamanho Texto

Busca

Campanha de vacinação contra gripe encerra nesta sexta-feira (15)

Share

vacina.gripe.VP

Cidadãos podem se imunizar contra os três vírus mais comuns de gripe, em qualquer uma das Unidades Básicas de Saúde da zona urbana e rural

 

A população, que ainda não tomou a vacina contra a gripe, tem até esta sexta-feira (15) para se imunizar contra os três vírus mais comuns de gripe Influenza. Isso porque, será o último dia da campanha de vacinação em Londrina. Os interessados devem procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência para serem imunizados. As doses estão disponíveis nas unidades de saúde da zona rural e urbana.

Em Londrina, a expectativa é imunizar mais de 161 mil pessoas. De acordo com os dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), até o último balanço, realizado na quinta-feira (7), 122.591 cidadãos dos grupos prioritários se protegeram contra os três vírus da gripe, o H1N1, H3N2 e o influenza do tipo B Yamagata. Isso equivale a 76% do público-alvo da campanha.

“Os números registrados até o momento estão dentro do esperado. A tendência é que aumente a procura pela vacina nesta quinta e sexta-feira, quando encerra a campanha. Mas, fazendo um balanço dos números até o momento, podemos dizer que eles confirmam a procura que já tem acontecido nos últimos anos”, explicou a diretora de Vigilância em Saúde, Sônia Fernandes.

Podem receber a vacina as pessoas com 60 anos ou mais, crianças de seis meses a quatro anos de idade, gestantes, mulheres em até 45 dias depois do parto (puérperas), profissionais de saúde, indígenas, portadores de doenças crônicas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e professores da rede pública e privada.

Dentre os segmentos prioritários, os idosos foram aqueles que mais procuraram a imunização, visto que 92% deles foram vacinados. Em seguida, 88% dos professores aderiram a campanha; 84% dos profissionais da saúde também o fizeram; outros 61% indivíduos com comorbidades também; 54% das gestantes procuraram as unidades de saúde para tomarem as doses da vacina; 51,63% das crianças de seis meses a quatro anos de idade também foram vacinadas e 45% das puérperas também estão imunizadas.

A Diretora de Vigilância em Saúde lembra que as pessoas com doenças crônicas, como diabéticos, hipertensos, transplantados, pacientes em tratamento contra câncer, HIV positivo, entre outros, precisam de uma solicitação médica para receber a vacina. As puérperas necessitam apresentar a certidão de nascimento da criança ou Declaração de Nascido Vivo, para que os profissionais das unidades de saúde possam verificar se a data do parto está dentro do prazo de 45 dias, que envolve o estado puerperal da mulher. Já os profissionais de saúde e professores devem comprovar o vínculo empregatício.

A vacina tríplice contra a gripe não apresenta efeitos colaterais, e sua restrição é unicamente para pessoas com alergia severa à proteína do ovo. As doses foram adquiridas pela Secretaria de Estado da Saúde (SESA) e distribuídas aos municípios paranaenses. Além desse método de imunização, existem outras formas de prevenção contra a gripe. Com a chegada das baixas temperaturas, é essencial que as pessoas mantenham hábitos saudáveis e de higiene, como manter ambientes arejados, evitar ambientes fechados com grande aglomeração de pessoas, lavar constantemente as mãos, não tocar olhos e nariz depois de tossir, de espirrar ou depois de tocar em superfícies contaminadas. Também é importante ingerir bastante líquido.

Até sexta-feira (15), em Londrina, todas as Unidades Básicas de Saúde da zona urbana ofertarão a vacina, das 7 às 19 horas. As unidades de saúde da área rural  seguem horário próprio. Aqueles que desejarem podem acessar o site da Secretaria Municipal de Saúde para confirmar o horário de atendimento da UBS mais próxima de sua residência. Para isso, basta acessar o site https://goo.gl/2rNZi3.

Acesso Fácil

Menu Principal

Quem está Online?

Nós temos 2868 visitantes