Banner
   
Tamanho Texto

Busca

first
  
last
 
 
start
stop
first
  
last
 
 
start
stop
first
  
last
 
 
start
stop

Município presta esclarecimentos jurídicos sobre os lançamentos do IPTU 2018

Share

coletiva.iptu.VP

Em entrevista coletiva, secretários municipais e procuradores do Município apontaram que a revisão da planta de valores respeitou os princípios previstos na legislação

Com o objetivo de esclarecer diversos pontos referentes ao lançamento do IPTU 2018, cujos valores foram atualizados mediante revisão da Planta Genérica de Valores (PGV), a Prefeitura de Londrina realizou, na tarde desta sexta-feira (12), entrevista coletiva com a participação dos secretários municipais de Fazenda, Edson de Souza, e de Governo, Marcelo Canhada, acompanhados da procuradora-geral do Município em exercício, Renata Kawassaki Siqueira.

coletiva.iptu.V3Na ocasião, Canhada explicou que a administração municipal tem a consciência de dever cumprido. “Estamos muito tranquilos, respeitamos as críticas que podem surgir, porém sabemos que sem a atualização da planta de valores Londrina viveria um caos, com sérios problemas na prestação de serviços públicos. A orientação é que, antes de procurar a via judicial, que o munícipe busque a via administrativa na Prefeitura. Toda a Prefeitura de Londrina está à disposição dos contribuintes, e orientamos que qualquer dúvida ou questionamento seja feita pelas vias administrativas. Vamos atender todos os cidadãos, é um direito questionar e isso será respeitado”, afirmou.

O procurador do Município de Londrina, Carlos Renato Cunha, apontou que a discussão referente aos valores cobrados no IPTU ocorre em diversas cidades. “Os recursos advindos do IPTU são fonte essencial de receitas, dentro desse condomínio urbano que todos vivemos. E a falta de atualização da planta é um equívoco, um problema que se repetiu Brasil afora. Em vários municípios essa discussão está acontecendo. Por mais justo e legal que o aumento do tributo seja, ele vai gerar uma celeuma, é normal essa discussão”, disse.

Cunha considerou que a demora na atualização da planta, durante 16 anos, gera um impacto que parece ser maior para o contribuinte. “Como não ocorreu por muitos anos, quando esse ajuste vem, ele gera essa polêmica. Em relação à capacidade contributiva, há uma discussão natural. Estamos tranquilos em relação a isso, porque temos acompanhado e em outros municípios não tem prosperado essa alegação. E na legislação de Londrina, foi criado todo um aparato para amenizar o impacto desse reajuste, ele não ocorreu de forma integral de uma vez só. Houve a diminuição da alíquota, exatamente para atender a capacidade contributiva”, disse.

coletiva.iptu.V2Dados – O secretário municipal de Fazenda apontou que algumas reclamações advêm do fato de que os contribuintes não se atentavam ao valor investido pelo Município para a coleta, tratamento e destinação do lixo. O valor, que era subsidiado pela Prefeitura, foi lançado juntamente com o IPTU 2018, sendo cobrado com base no número de passadas do caminhão de coleta, por semana. “Nos últimos cinco anos, a Prefeitura colocou R$135 milhões de reais de recursos livres para subsidiar o lixo porque existia um limitador, na legislação do município, de 20% com relação ao valor do IPTU. Isso trouxe, ao longo de 16 anos, um prejuízo de aproximadamente R$432 milhões, porque tivemos que tirar dinheiro do IPTU para isso. Ou seja, esse valor já existe há 16 anos, só que a população não percebia porque a Prefeitura subsidiava grande parte desse valor.”, detalhou.

Para Souza, a correção desse lançamento tinha que ser feita para cumprimento da legislação tributária. “A legislação diz que a taxa de coleta de lixo, assim como qualquer outra taxa, tem que ter o custo coberto pelos contribuintes para que seja feita a prestação de serviços e os investimentos necessários. Em 2017, por exemplo, arrecadamos R$24 milhões com a taxa de coleta de lixo, e tivemos aproximadamente R$54 milhões de despesas, o que representou aproximadamente 29 milhões de reais em recursos livres investidos na coleta, tratamento e destinação do lixo”, informou.

Quanto aos lançamentos do IPTU, o secretário de Fazenda afirmou que já foram arrecadados R$7.184 milhões de reais, referentes a 8.249 inscrições imobiliárias. Deste montante, R$6.900 milhões foram pagos à vista.

Souza ressaltou que todo contribuinte possui um prazo de 30 dias, a partir do momento em que ele recebe a notificação do lançamento do IPTU, para entrar com o pedido de impugnação. “Esse direito está resguardado. A partir do momento em houver essa impugnação, o lançamento é suspenso, até que seja analisado o pedido. Se a solicitação for procedente, a Fazenda fará um novo lançamento, com novas datas, a partir do deferimento. Porém, se o pedido não tiver procedência e for indeferido, aí a data é mantida como a inicial, e ele perde o direito ao desconto de 10%, correndo o risco de pagar multas e juros”, explicou.

O secretário municipal de Fazenda reforçou que, para a revisão e lançamento do IPTU, foram observados todos os princípios constitucionais, do Código Tributário Nacional e Municipal, bem como todas as publicações foram feitas nos prazos estabelecidos pela lei. “O que nos preocupa, na verdade, são alguns focos que podem levar os contribuintes, infelizmente, a deixar de fazer o pagamento do IPTU. E, no futuro, essas pessoas podem vir a ser prejudicadas, seja por não levar os prêmios que serão sorteados agora em fevereiro, ou mesmo porque não entram com o questionamento, administrativo ou judicial, e depois vão pagar no futuro”, esclareceu.

Também estiveram presentes o diretor de Gestão de Cadastro e Informações da Secretaria Municipal de Fazenda, Fabiano Nakanishi; e os procuradores do Município Marcelo Moreira Candeloro e Amanda Casado Ribas.

 

Fotos: Vivian Honorato

Mais Notícias

CMTU realiza alterações viárias durante evento católico em Londrina

14º Intereclesial das CEBs deve atrair para a cidade cerca de 3,5 mil fieis de todo o Brasil e outras partes do mundo

N.com - avatar N.com 19 Jan 2018

Leia mais

Anatel aponta Sercomtel como a melhor banda larga fixa do país

Em comparação com o desempenho de outras prestadoras, Sercomtel apresentou, proporcionalmente, o maior percentual de cumprimento de metas

N.com - avatar N.com 19 Jan 2018

Leia mais

Secretaria do Trabalho oferece cursos gratuitos de capacitação em parceria com Pronatec

Cursos serão na modalidade de ensino à distância; inscrições vão até 16 de março

N.com - avatar N.com 19 Jan 2018

Leia mais

Praça de Atendimento abre para pedidos de isenção do IPTU neste sábado (20)

Fazenda receberá os pedidos das 8 às 15 horas; os interessados devem atender aos critérios e levar todos os documentos exigidos

N.com - avatar N.com 19 Jan 2018

Leia mais

Endemias realiza ação educativa no Aeroporto

Além de falar sobre as doenças da dengue e febre amarela, serão reforçados os cuidados para evitar a proliferação do Aedes aegyti

N.com - avatar N.com 19 Jan 2018

Leia mais

AARPA e Vila Cultural Cemitério de Automóveis iniciam seleção de atores

Inscrições vão até 11 de fevereiro; podem se inscrever atores profissionais e pessoas sem experiência na área

N.com - avatar N.com 19 Jan 2018

Leia mais

Oficina de chás medicinais e tinturas abre inscrições

Curso irá ocorrer na Vila Cultural Alma Brasil, na próxima semana; contribuição é de R$ 25,00 e as vagas são limitadas

N.com - avatar N.com 19 Jan 2018

Leia mais

Vila Cultural Alma Brasil realiza evento de reggae neste domingo (21)

O “Alma in Dub” ocorrerá das 15 às 22 horas, na vila cultural, com entrada franca

N.com - avatar N.com 19 Jan 2018

Leia mais

Provopar firma parceria para repasses do Nota Paraná

Atualmente, 57 estabelecimentos de Londrina já disponibilizam repasse das notas fiscais para o programa que ajuda pessoas em vulnerabilidade social

N.com - avatar N.com 19 Jan 2018

Leia mais

Acesso Fácil

Menu Principal

Aplicativo para Android

bamer_android1

Quem está Online?

Nós temos 1983 visitantes
bnr iptu 2018
banner direito premios iptu 2018
certidoes
 bnr dir transparencia
 bnr dir nfs
 bnr dir transporte
 bnr dir inf pendente
Banner para o ISS Tecnológico